26 de jan de 2012

35 A Cadelinha com Nome de Boneca

Dedico este texto totalmente à minha pequenina cadelinha com nome de boneca. É uma homenagem à ela, por ter estado comigo por muito tempo e por ter deixado sua marquinha em minha vida. Já aviso desde já que o texto é enorme, extremamente sentimental, e de coração. Texto não recomendado para menores de 99 anos sem a companhia dos pais ou responsáveis. Haja coração. Vai ler? Então boa sorte! Espero que gostem.
   Escrevo este texto com lágrimas nos olhos, pois a saudade ainda machuca meu peito ao lembrar do quanto especial você foi, é e sempre será para mim.
   Ah! Minha linda doberman de rabo minúsculo e nome de boneca. Sua cor levemente avermelhada e suas orelhinhas caídas, faziam de você uma menininha diferente de qualquer outro cachorro de sua raça (que geralmente são pretos e tem orelhas bem empinadas).
   Eu ainda consigo me lembrar do dia em que trouxeram você para casa. Tão pequenina, tão novinha, tão filhotinha.
   Com seu nome de boneca... Barbie! Ah! Você sempre será a minha bonequinha!

24 de jan de 2012

13 Desabafo Flutuante #7



Hey! \o/
Saudades?
Está começando mais um Desabafo Flutuante! *Toca a Vinheta imaginária*
Faz tempo que não converso diretamente com vocês nesta tag, né queridos leitores? Então aqui estou! Para matar a saudade e a paciência de vocês! \o/

As férias de muita gente tá acabando... As férias dos meus pais não caíram no mesmo dia, e isso significa que não viajarei mais!
Então enquanto vocês estão na praia, se torrando, viajando e torrando o bolso também, a dona M!h aqui está dormindo e fazendo posts pra vocês! Que vida né?

Então hoje vou trazer as novidades do blog.
Para começar, gostaria de saber da opinião de vocês. O que acharam das novas Tags? Gostaram? E quanto a entrevista? Estou me abrindo para opiniões e sugestões, idéias e críticas (construtivas) sobre os assuntos que rola por aqui.

23 de jan de 2012

8 Contos Apaixonados #2


  Olhei bem nos olhos dele... Aquele olhar mexe comigo, faz meu coração bater mais forte e acelerado.
  Estávamos sozinhos, mas eu estava nervosa como se estivesse num palco com a platéia lotada.
  Eu precisava abrir a boca. A coragem não vinha e o medo tomava conta. Foi nessa hora que tive ideia do quanto era timida e louca por ele... Louca o suficiente para querer me declarar.
  De repente meu corpo pareceu não responder às minhas ordens, quero fugir, quero falar, quero gritar, nada funciona.
  O que estou fazendo aqui? Ainda dá tempo de desistir? Não....
  Eu vi que já havia passado da hora de dizer algo, porque faziam minutos que estavamos frente a frente apenas nos olhando sem nada dizer e dava para ver como ele estava impaciente. Ainda pensei se existe alguma chance de eu fingir ter um infarto e cair desacordada no chão, com a esperança de que assim a preocupação dele faça surgir alguma especie de amor nele.
  Quem sabe se eu mudar de assunto, deixar isso tudo de lado. Faz de conta que é uma conversa sobre... Animais em extinção!
  A quem estou querendo enganar?! O problema é o medo. Estou com medo de não ser correspondida, estou com medo de isso tudo ser burrice aos olhos dele. E se ele gostar de outro alguém?
  Talvez eu esteja sendo brega demais, ou contra a moda de esperar que o homem se declare, mas eu não consigo mais esperar. Consigo sentir o amor por ele transbordando em meu peito, a cada batida do meu coração é como se fosse este amor todo tentando arrombar a porta do meu peito querendo sair, explodir e espalhar-se pelo mundo.
  Só existe uma unica escolha, e isto é tudo que devo fazer.
  Respirei fundo, fechei os olhos:
  - Eu te amo.

20 de jan de 2012

14 Ele e Ela #6


- Preciso da sua ajuda.
- Como posso ajudá-lo?
- Preciso que seja o meu mundo.
- Perdão?
- Você me completa! Deixou minha vida completa! Por isso quero que seja meu mundo.
- Não sou um quebra-cabeças...
- Mas é a peça que faltava no meu coração.

19 de jan de 2012

8 Para Ti, Meu coração


Te entrego meu coração
Com um sentimento encantado,
Como forma de carinho
Para que nunca saia do meu lado.

Te entrego meu coração
Como se fosse um presente,
Pois é uma prova de amor
E eu te amarei eternamente

Te dou meu coração
Porque ele sempre te pertenceu.
Para que eu seja a sua Julieta
Desde que você seja o meu Romeu.

Te dou meu coração,
E com ele minha sinceridade
Para que veja nesses versos
Não falei mais do que a verdade.

Para ti, o meu coração
Pra que nunca se esqueça que eu te amo.

18 de jan de 2012

8 Sexta-feira 13


  Quem se acha supersticioso não conheceu esse cara.
  Era um sujeito como outro qualquer, mas ele tinha uma especie de "Panico da sexta feira 13"
  Em seu calendário, todo dia 13 que caísse numa sexta era grifado. Sempre que chegava nesse dia ele ficava trancado em casa, como se algo de ruim acontecesse caso ele saísse.
  O rapaz perdia provas, aulas, shows, festas, encontros, entre outros, para se enjaular em casa.
  Muitos amigos e familiares ficaram preocupados com este sujeito, pois estava chegando o dia do seu aniversário. E este dia cairia numa Sexta 13. Amigos e família se juntaram, todos determinados a ajudar o homem a perder seu medo, para que ele não perdesse dias da sua vida com isso.
  No dia esperado, o rapaz pode ouvir um coro cantando parabéns do lado de fora de sua casa. Ele foi até a sua porta, e a abriu com receio. Para sua surpresa, todos que amava estavam lá!
  Uma bandeja com um grande bolo estava sendo mantido no ar por muitas mãos amigaveis. Havia pessoas segurando balões e enfeites de festas. Alguém carregava muitos salgadinhos enquanto outro estava com refrigerantes. Havia até gente que trouxera um som. Soltaram até fogos de artifício quando ele abriu a porta!
  Começaram a entrar na pequena casa, parecia não caber tanta gente lá.
  Uma musica animada começou a tocar, balões enfeitaram o lugar, e havia um cheiro incrível de salgadinhos.
  Nervoso, o dono da casa deu um grito, fazendo com que todos se calassem no mesmo instante. Então olhou tudo em sua volta e disse:
- O que vocês estão fazendo?
- Não está vendo? É uma festinha para não deixar seu aniversário passar em branco. - Respondeu um amigo
- Mas vocês não sabem que dia é hoje? É sexta 13! Vocês querem me dar a pior sexta 13 da minha vida?!
- Não! - Respondeu um vizinho - Queremos te dar a melhor sexta feira 13 da sua vida!
- Por que?
- Porque nos importamos com você e queremos ajudá-lo a viver!
- Mas eu estou vivendo, veja como estou respirando. - Disse sarcástico.
- Não, não está. - Respondeu uma amiga - Você esquece de tudo por causa desse dia. Deixa de viver por um dia para se trancar em casa.
- É a minha sina. Eu tenho medo desta data.
- Se deixássemos de fazer cada coisa que queremos por medo, não faríamos nada, nem viveríamos.
- Então o que eu faço?
- Apenas viva. Deixe o depois para depois. Esqueça a data e aproveite o dia! Começando por Hoje... Aproveite a festa.
  E então a musica voltou a tocar.

17 de jan de 2012

4 Um conto especial: A Visita da Saudade


Hi! Aqui estou para incomodá-los!
Primeiro de tudo, queria agradecer aos 220 seguidores *-* Estou muito feliz com tanto carinho! Me sinto honrada até! Devo muito a vocês, de verdade. Agradeço de coração.
Queria mostrar a todos um texto que acabei de fazer. Este texto é um conto, mas é uma segunda versão do conto A Visita da Saudade. Lembra desse texto? Não? Então Clica aqui!
Fiz esse conto para o blog Além de Palavras, Sentimentos, que é o blog onde eu posto contos.
Eu simplesmente peguei um texto sentimental e transformei num conto! Espero que gostem da ideia =D

15 de jan de 2012

3 Bate-Papo com Julia Curi

Olá pessoas! Saudades?
Vim incomodar novamente, mas dessa vez eu vim com mais uma novidade! \o/
Uma entrevista recém saída do forno! Ela vai estrear a nova tag: Bate-Papo.
Esta é a primeira vez que vou entrevistar alguém, então se ficar ruim, me perdoem. Conforme eu for escolhendo novas pessoas, novas entrevistas serão feitas. Tentarei fazer duas entrevistas por mês, para quebrar um pouco a rotina!
A primeira entrevistada será Julia Curi. Espero que curtam a novidade e visitem muito o blog dela, porque eu indico!


12 de jan de 2012

7 Contos Apaixonados #1




Oie! Oie! \o/
Como estão, galerinha?
Vim aqui estrear uma nova tag! Pois é, eu falei que haveriam novas tags, não foi? Estou aqui para cumprir o que prometi. Vou estrear a tag Contos Apaixonados.
Ela é diferente das outras, mas é igual a tag Ele e Ela! Serão várias histórias contadas por pessoas muito apaixonadas.
E hoje já tenho a primeira! Espero que gostem *-*

11 de jan de 2012

2 Aquela semana


Eu ainda consigo me lembrar daquela semana... Semana em que tudo aconteceu da maneira mais perfeita o possível. Parecia mais um conto de fadas do que realidade. Estava mais perfeito que o planejado. Quem diria que uma viagem tão esperada poderia ser tão especial assim, né?
Tudo começou quando ele embarcou no avião. Estávamos muito ansiosos para nos encontrar. O voo atrasou... O tempo parecia não passar.
Eu estava espremida entre os outros acompanhantes, na espera dos passageiros do voo que tinha acabado de chegar, eu estava logo na frente, e ele não parecia chegar nunca. Será que perderam ele no meio do avião? Será que ele dormiu no banco e não o acordaram? E se ele pegou o voo errado? Acredite, quando você deixa a ansiedade tomar conta, você pensa de tudo... Experiencia própria.
Então, daquela porta enorme, ele surgiu. Tímido, andando devagar, meio perdido. Quando eu o vi, meu coração parecia explodir de emoção! Ele mal teve a chance de sair da porta e eu já corri para seus braços. A saudade me condenara muito, estava na hora de matar aquilo que estava me matando.
E a partir daí, começou a melhor semana da minha vida.
Durante uma semana, aconteceu de tudo... Guerra de travesseiros, chuva de beijinhos, tentativas em vão de fazer cocegas nele. Gastamos horas da nossa vida vendo filmes bobos acompanhados de pães de queijo e muitos litros de coca-cola, jogando no Playland para superar os records das crianças que ali estavam. Imagine dois maiores de idade, agindo feito criancinhas de 10 anos, com direito a xingar a maquina quando não ganhávamos. Tomamos tanto milkshake durante esta semana, que sabemos que o dono da sorveteria garantiu o seu décimo terceiro só com os nossos trocados.
Durante uma semana, comemos só coisa que não presta, engordamos juntos. Trocamos o dia pela noite. Acordávamos só para almoçar, e dormíamos só quando a gente tinha certeza que Os Simpsons havia acabado.
Dormíamos abraçados, acordávamos de mãos dadas. Sonhávamos juntos. Descobrimos que somos sonâmbulos juntos.
Rimos, brincamos, namoramos, namoramos e namoramos...
Eu queria que aqueles dias não acabassem nunca, esperava que algum milagre fizesse do tempo dar voltas e voltas em cima daquela semana, como um loop, ou ao menos que o tempo parasse durante aquela semana, e fosse para sempre o mesmo dia.
Então a semana veio ao fim. Aquela foi a unica vez que eu o vi chorar. E a unica em que choramos juntos. Não de tristeza, mas de saudade. Ele ainda estava na minha frente, mas eu sentia saudade como se fizesse anos que não nos víamos.
Hoje, eu conto os dias até o próximo encontro... Que seja tão perfeito quanto este. Que seja como aquela semana...

9 de jan de 2012

5 Vivo em Você

Eu vivo perdida em seu olhar,
No seu sorriso,
E no seu jeitinho de falar.

Eu vivo apreciando você...
Sempre encantada com seus lindos olhos,
Eu pararia o mundo para apreciá-los!

Eu vivo em você
Vivo pensando em você
Vivo desejando você.

Eu vivo apreciando você...
Vivo encantada com o seu sorriso.
E não piscaria os olhos para não perder nenhum segundo.

Eu vivo apaixonada por você,
Eu vivo amando você.
Por você, eu vivo.
Mas, vivo só em você.

8 de jan de 2012

6 Bem Vindo Ano Novo!


Oie Passarinhos que visitam este blog! *-*
Primeiramente, Feliz Ano Novo! *atrasadoeusei*
Fiquei com saudade de postar aqui, sabiam? Sei que fiquei muito tempo sem postar nada, mas este ano será muito diferente.
Bom, estamos iniciando o ano novo com muitas novidades. A primeira é o novo Layout! *tánacara*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...