29 de out de 2011

2 A Estrada Das Lágrimas

Era uma vez, uma jovem caminhante. Mesmo sendo tão jovem, caminhava sempre sozinha, sem rumo, na esperança de encontrar seu lugar no mundo. Caminhava seguindo as vozes de sua consciência, sempre guiada por seu instinto e pela vontade de viver.
Certo dia, durante sua caminhada, encontrou uma bifurcação na estrada. Haviam duas placas lá, uma apontava para o caminho da esquerda dizendo "Caminho Das Lembranças", a segunda apontava para o caminho da direita dizendo "Estrada Das Lágrimas". Sentado no chão, embaixo de uma árvore alí perto, havia um velho sábio.
Confusa com as placas, a garota resolveu perguntar ao sábio sobre os caminhos.
- Desculpe incomodar, mas que lugar é este?
- Mocinha, vejo que é uma caminhante. Parece perdida. Estamos no Presente.
- Presente? Este é o nome daqui? - Respondeu a menina, assustada.
- Sim. - Disse o velho sinceramente.
- E que lugares são aqueles?
- Isto, não sou eu quem poderá responder, apenas você mesma.
- Como assim?
- Uma daquelas estradas foi seu passado, a outra será o seu futuro.
- Então por qual devo seguir? O da direita ou o da esquerda?
- Siga seu coração.
- Meu coração diz que devo ir pelo da direita, pois lembranças são algo que deverão ficar no passado, mas Estrada Das Lágrimas me parece um nome muito triste.
- Nem sempre Lágrimas são de tristeza. Não se esqueça que existem Lágrimas da Felicidade. Se seu coração diz isso, siga-o! Ele sabe onde realmente será feliz!

28 de out de 2011

0 O Perdão

" Um dia, uma garota aprendeu sobre a Terceira Lei de Newton. Aprendeu em uma fase complicada da vida. Aprendeu que quanto maior for a ação, maior será a consequência, ou reação. Quanto maior for o problema, maior será o estrago. Quanto maior for o erro, maior será a magoa.
Eis a Lei da Ação e Reação. "




Uma vez, uma garota cometeu o maior erro da sua vida, o erro de mentir. Cometeu este erro com a pessoa que mais amava. Uma Ação estupida e irreversível. Causou a dor em quem não merecia, trouxe o sofrimento a quem não queria. Tanto zelava pela felicidade desta pessoa e fez justamente o contrário! Então veio a magoa, a grande causadora de tanto sofrimento, e se tornou a reação. Mentiu, magoou e arrependeu.
Por que tinha que ser assim? Pensava a menina. Por que fui tão burra? Como posso consertar isso? Ela insistia em perguntas sem respostas. Sabia que chorar não valeria a pena, sabia que implorar também não. Mesmo assim fazia, chorava rios de lágrimas e implorava por uma solução.
Por tempos ela pensou, por tempos ela refletiu e descobriu uma cura pra tanto sofrimento. Havia um modo de tratamento, para ambos os lados. Era o poder do perdão.
O perdão vai contra todas as leis existentes, não existe definição própria, não existe explicação para um poder gigantesco capaz de curar as maiores feridas de um ser humano.
Uma especie de cura mágica, capaz de curar as magoas, levar os problemas embora para o munda das lembranças e trazer a paz.
Este era como um dom que poucos tinham. E ele tem. Pensava ela. Talvez ele não saiba, mas ele tem este dom.
Aquela garota imperfeita, que um dia cometeu o maior erro de sua vida, resolveu ficar à espera do milagre do perdão. Pois ele cura até mesmo o tempo.
Então ela colocou, em uma caixa. todo o amor e carinho que sentia por aquela pessoa que magoara. Sempre que encontrava problemas, dificuldades e sofrimentos, ela abria um vãozinho, mesmo que pequeno, para sentir tudo o que guardara a espera daquele perdão.

24 de out de 2011

2 Sonhos

Eu me inspiro em sonhos
Que viajam em minha mente.

Existe sensação melhor
Do que a de sonhar?
Aqueles sonhos loucos e surreais
Fazendo a mente flutuar.

Já sonhei com pássaros,
Pois queria voar.
Também sonhei com contos de fadas,
Em que um príncipe iria me encontrar.

Sonhei com um arco-íris,
Uma mistura de cores!
Já sonhei com a natureza,
Um lindo campo de flores.

Existe coisa melhor
Do que o sonho de voar?
Aquele vento no rosto
E os cabelos a balançar.


21 de out de 2011

0 O Saco da Felicidade

Era uma vez, um garoto, que carregava sempre consigo um grande saco amarelo. Por onde andava, chamava a atenção de quem o via. Ninguém sabia quem era ou da onde era, não sabiam aonde estava indo e muito menos o que havia no grande saco amarelo que carregava.


17 de out de 2011

1 Ele e Ela #3

Ela suspirou apaixonadamente.
Ele mesmo tão longe, sentiu.
Estavam longe um do outro fisicamente, mas seus pensamentos estavam mais do que unidos. Corações interligados, batendo num ritmo acelerado, uma sincronia perfeita.
Se ele queria dizer algo, ela já entendia. Se ela precisava desabafar, ele saberia.
Uma troca de olhares era mais do que suficiente para transmitir toda a segurança de que precisavam.
Eles se comunicavam por olhares.
O sorriso dela é a mais perfeita melodia que ele poderia ouvir.
O olhar apaixonado dele é a mais linda declaração de amor.
Eles estavam ligados pela mente e pelo coração.
A ligação do amor. A ligação do coração.

4 de out de 2011

6 Desabafo Flutuante * Mudança de Layout



Oie Sonhadores! Peço desculpas por ter sumido sem avisar, mas andei mudando o Layout daqui!
É a primeira vez que tento fazer um layout por conta própria. Andei procurando muito na internet, alterei milhares de vezes e enfim cheguei a algum que eu gostava.
Deu muito trabalho, foi cansativo, mas eu gostei do resultado! E quero a opinião de todos!
Aprendi muita coisa legal com isso e vou tentar melhorar minhas habilidades com Layouts. Por enquanto este foi algo básico, simples, uma tentativa de iniciante! Aprendi? Que nota mereço?


Editei também a página sobre o blog com os devidos créditos, porque me inspirei em uns, aprendi com alguns, e usei materiais disponibilizado por outros. Não preciso citar nomes pois estão todos lá, agradeço desde já!
Gostaria de avisar também que a partir de agora, postarei frases também, criadas por mim! Começarei a usar imagens com mais frequência para decorar os posts, eu estou me adaptando a tendencia das imagens!
Espero que gostem.
Comentem com ideias, sugestões e opiniões! *_*
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...