17 de fev de 2012

10 Quanto Vale a Vida?


   Quanto vale a vida?
   Vale a chance de ouvir o barulho da chuva e fazer dela a trilha sonora da tranquilidade.
   Vale ver o sol se por e ter essa imagem para sempre na memória.
   Vale tomar um banho de chuva a tarde e depois apreciar o arco-íris que aparecer.
   Vale deitar na grama verdinha, à sombra de uma linda arvore enquanto ouve os pássaros cantarem.
   Vale sentir o abraço de alguém que ama e quer ficar jogando conversa fora com alguém especial.
   Vale fazer alguém rir ou sorrir e ser contagiado por essa alegria.
   Vale ver um pequenino filhote de algum animal (seja gato, cachorro, papagaio, leão, etc...) brincar por aí despreocupado.
   Vale fazer uma viagem incrível para um lugar que nunca foi antes. Tirar fotos, comprar lembrancinhas e fazer dessa viagem especial.
   Vale reunir os amigos pra um filme em casa com direito a muita diversão.
   Vale dormir bastante, mas sem esquecer de acordar para viver...
   A vida pode não ter sentido, mas tem muito valor. Valor demais pra ser desperdiçada.

16 de fev de 2012

2 Se Eu Não Te Amasse


   Se eu não te amasse tanto assim, não viveria um mundo cor-de-rosa; viveria uma vida monocromática. Se eu não te amasse como amo, não sonharia longe, não sonharia acordada, não viveria sonhos de princesa; eu viveria pesadelos terríveis.
   Se eu não te amasse tanto assim, não veria seu rosto em todo lugar que vou e nem deixaria meu coração voar ao seu encontro. Se eu não te amasse como amo, não teria guerras com a saudade, não discutiria com a distância e não brigaria com o tempo.
   Se eu não te amasse tanto assim, o tempo não voaria quando estou ao seu lado, e o céu nunca ficaria tão ensolarado. Se eu não te amasse como amo, minha vida não giraria ao seu redor.
   Se eu não te amasse tanto assim, não pensaria em você desde a hora que acordo, até a hora de dormir. Se eu não te amasse como amo, não sonharia com você.
   Se eu não te amasse como te amo... Ah... Isso é impossível. Porque eu te amo.

13 de fev de 2012

4 A Pintura Mágica


Olá Madrugada! Aqui estou eu acordada novamente, pra incomodar os (Ins)Pirados de plantão =D É pra matar saudade de vocês e quebrar rotina, viu?
   Em uma de suas caminhadas rotineiras, um garoto caminhava sem rumo, apenas tentando acalmar sua mente e distrair sua alma. Andava muito cansado e estressado, por isso fazia caminhadas onde pensava coisas que o relaxasse.
   Estava pensando longe, com a cabeça nas nuvens e não viu um obstáculo em seu caminho. Acabou pisando em algo que o fez escorregar e caiu no chão. Irritado, disse palavras que é melhor não serem repetidas. O garoto sentou-se e olhou para o causador de tanto problema e viu que havia pisado em cima de um pincel. Ao lado do pincel havia uma paleta de tintas.
   Achou estranho aquilo tudo, pois não havia ninguém por perto. Será que esqueceram por aqui? Mas quem esqueceria uma paleta e um pincel tão grande? Pensou ele.
   Olhou em volta, gritou perguntando, mas não houve respostas.
   Então ele pegou o pincel para vê-lo melhor. Com o movimento, uma gota de tinta caiu das cerdas do pincel até o chão. Lá de onde a gota caiu, faíscas prateadas surgiram. Parecia uma pequena explosão de estrelinhas. Isso o assustou, fazendo com que deixasse o pincel cair novamente no chão.
   As gotas de tinta que respingaram na parede ficaram levemente prateadas e delas começaram a formar uma cachoeira, que corria até a mancha que ficara no chão onde o pincel caiu. As águas não molhavam, mas corriam rapidamente em direção ao pincel, que estava na frente do menino. Ao encontrarem com aquele pincel estranho, as águas sumiam, como se fossem absorvidas assim que penetrassem as cerdas.
   Impressionado com tanta mágica, ele tentou tocar nas águas da cachoeira, mas não sentiu nada, como se não houvesse nada ali. Parou para olhar o pincel e reparou na paleta que estava logo ao lado. Percebeu que apesar de ser uma grande paleta de cores, havia apenas uma cor lá. Era uma especie de azul levemente prateado, uma cor diferente de qualquer outra, nunca vista antes.
   Ele pegou novamente o pincel e tocou com ele naquela tinta diferente. Então ele viu que a tinta que estava nas cerdas era diferente da tinta que estava na paleta. Parecia que tinha um tom avermelhado. Lembrava mais um rosa, só que levemente prateado também.
- Rosa? - Disse o menino, intrigado. - Que tipo de pincel é esse? Eu nem gosto de rosa! Rosa é cor de menininha! Eu gosto é de azul, poxa!
   Ao dizer isso, ele desenhou uma flor no chão, como deboche de que usara uma "cor de menininha". À partir daquele desenho, uma flor começou a brotar, mas não era rosa. Era uma linda flor, azul escura como o mar.
   O garoto ficou boquiaberto. Não sabia o que estava acontecendo, mas tinha certeza de que tinha em suas mãos um material de pintura mágica. Ou então ele perdera a noção da realidade...
   Resolveu ver do que aquele material era capaz. Usando o pincel e a tinta que havia, desenhou um pássaro na parede. De repente o pássaro ganhou vida e saiu voando para longe até que o menino o perdesse de vista.
   Decidiu então pintar um círculo colorido na mesma parede. De lá, uma bola brotou quicando e rolou até perto de onde estava sentado.
   Ao ver aquilo, o moço se empolgou e pintou algumas notas musicais no chão. As notas começaram a balançar e a produzir uma linda e calma melodia, fazendo-o relaxar.
   Começou a imaginar o tanto de coisas legais que ele poderia desenhar com aqueles instrumentos. Talvez um carrinho novo. Ou um cãozinho. Ou um videogame novinho em folha! Pensou. Eram tantas vontades, tantos desenhos e tanta imaginação...
   Então ele refletiu sobre aquilo tudo. Estava sendo egoísta demais. Decidiu sonhar alto, mas não impedir que outros sonhem.
   Levantou-se e retomou sua caminhada, deixando o pincel e a paleta onde estavam, com todas as coisas que a magia criara, para que outra pessoa também pudesse criar e sonhar com aquela magia.

8 de fev de 2012

8 Contos Apaixonados #3



   Do outro lado da minha janela, eu pudia vê-lo na janela da casa ao lado.
   Todos os dias nós nos encontrávamos alí... Na janela... Frente a frente, separados por vidros e o espaço entre as duas casas.
   Começou com uma brincadeira: Papeis rabiscados com poucas palavras eram mostradas de uma janela à outra. Mensagens por celular ou ligações eram usados quando tínhamos muito o que falar.
   Foi assim por muito tempo. Nós nos apaixonamos através de papeis e janelas.
   E eu adorava aqueles poucos minutos silenciosos de muita conversa.
   Uma vez eu o vi montando um avião de papel. Mostrei a ele uma folha perguntando o que ele estava fazendo. Ele me respondeu que era surpresa.
   Aguardei ansiosa para descobrir, mas nada da tal surpresa.
   Dormi e acordei durante dias pensando nisso, curiosa.
   Quando já estava desistindo, ele me ligou e pediu para q eu eu abrisse a minha janela.
   Larguei tudo o que eu estava fazendo e fui até lá para abrí-la. Foi quando eu notei aquele avião enorme pronto e apontado na minha direção.
   Ele se arrumou e o lançou. Foi incrível, ele voou exatamente para a minha janela, entrando no meu quarto e aterrissando em cima da minha cama.
   Seu tamanho era de quase um metro e em uma das asas estava escrito "abra-o".
   Resolvi desdobrá-lo com cuidado, não queria estragar nada. Quando ele tomou a forma do retângulo gigante, que o originou, eu pude ler aquela frase.
   Nele estava escrito "Quer namorar comigo?"

7 de fev de 2012

4 O Lago da Sabedoria



   Havia uma aldeia, não muito longe das grandes cidades, que era considerada o lar da inspiração.
   Era um lugar onde todos tinham uma inteligência sobrenatural, e tudo graças à um pequeno lago que havia no centro da cidadezinha. Aquele lago tinha águas mágicas, que fazia quem tomasse um gole daquele liquido fosse iluminado com extrema sabedoria temporária, fazendo com que a população sempre bebesse daquela água.
   O problema é que aquele povo usava aquilo para tudo, não só para beber. Eles acreditavam que por ser um lago mágico, ele nunca secaria, nunca se preocuparam com a preservação.
   Tempos se passaram e o lago foi perdendo o seu poder, a poluição fazia com que a magia perdesse a força aos poucos, até que um dia o lago perdeu o seu encanto.
   Pouco a pouco, os aldeões foram perdendo a super inteligência das águas, e resolveram então agir. Os poucos que ainda estavam sob o encanto, usavam toda a iluminação que lhes restavam para pensar em uma solução.
   Usaram lágrimas dos que ainda estavam iluminados para desolver a magia à água, mas não foi suficiente.
   Tentaram diversas soluções mas nada adiantou.
   Então, uma mulher apareceu com um bebê no colo. Só de olhar para ela, dava para ver que não bebia da água encantada há muito tempo. Ela se aproximou e disse:
- Lágrimas podem não ser o suficiente, mas talvez o sangue de cura possa trazer nosso lago de volta!
   Muitos se olharam, sem nada entender, até que a mulher levou o bebe até o lago e disse:
- Meu filho estava doente, e eu dei a ele esta água. O lago das inspirações o curou e acredito que ele foi o ultimo a provar dessa magia antes que seu poder acabasse. Sei que todos erramos em não cuidar da natureza, mas sei que ainda dá tempo de concertar!
   Ao dizer isso, ela sacou uma agulha e fez um pequeno furo no dedo anelar da criança, fazendo-o gemer baixinho. Uma gota de sangue brotou e caiu na água.
   A gota de sangue puro fez o lago brilhar, e como mágica, ele voltou a ficar limpo e seus poderes de grande inspiração voltaram.
   A vida e a inspiração reinavam naquele lugar e ele foi preservado, desde então, por toda eternidade.

5 de fev de 2012

6 Quando A Gente Se Apaixona


Hey gente! Peço desculpas pela falta de postagens. Estava com problemas de Internet, mas agora tudo voltará ao normal por aqui! Pelo menos eu espero x.x Estou cheia de novidades pra contar e logo logo veio com mais umas fofocas *brincadeirinha* Este post é só pra mostrar que estou viva e pra atualizar o blog! Espero que gostem!

Quando a gente se apaixona,
Esquece de tudo
Só pra pensar em quem ama.

Quando a gente se apaixona, 
Só quer ficar do lado dessa pessoa
Cuidar dela e protegê-la,
E fazer de tudo para não perdê-la.

Quando a gente ama
Tudo fica muito mais...
Mais cheio de vida,
Mais cheio de cor,
A gente vive mais,
Sorri mais,
E suspira mais.
Quando a gente se apaixona
A vida fica demais.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...