23 de abr de 2012

6 Um Velhinho Sortudo



Criaturinhas queridas! Como estão?
Viram como voltei a postar com mais frequência? =D
Vocês ainda tem muito que me aguentar... Mwahaha
Então, depois de altas explicações, vim com um texto de verdade! Um conto, na verdade, muito reflexivo. Para não falar de amor, ou de natureza, hoje o tema é Sorte!
Já se sentiu com sorte antes? Então leia o texto e veja o que aconteceu com nosso personagem da melhor idade!

Um Velhinho Sortudo
   Uma vez, durante uma de suas caminhadas rotineiras, um velhinho encontrou um trevo de quatro folhas. Ele ficou muito feliz e confiante, acreditava que estava com sorte.
   Guardou o trevo no bolso de sua calça para que estivesse sempre ao seu lado. Durante o dia inteiro ele fez tudo o que tinha medo de fazer.
   Paquerou, sem medo, outras velhinhas solteiras, até conseguiu o telefone de algumas!
   Conferiu na loteria os números que jogara anteriormente e descobriu que acertou pouquíssimos números. Não ganhou prêmio nenhum, mas ficou feliz só por ter acertado algo. Deve ser a sorte do trevo de quatro folhas!
   Foi então almoçar com velhos amigos numa festinha local. Quando anunciaram que haveria bingo, ele logo comprou sua cartela, todo animado e esperançoso. Jogou várias vezes e na última rodada ele conseguiu ganhar um rádio. Não era grande coisa, mas foi o suficiente para animá-lo.
   O velhinho estava tão confiante de sua sorte que resolveu gastar toda sua economia no carro dos seus sonhos. Comprou seu tão sonhado chevette, um carro usado mas que ainda andava, porque era apaixonado por aquele modelo de carro, mas nunca tivera coragem e dinheiro de comprar um. O velhinho estava mais feliz do que uma família de ricos.
   Afinal, quem sente melhor o gosto da felicidade? Uma pessoa que compra enfim o carro dos seus sonhos, mesmo que velho e usado, ou um milionário que gasta mais uma fortuna para comprar seu sétimo ou oitavo carro?
   Andou o dia inteiro com o carro novo, ainda se sentindo a pessoa mais sortuda do mundo.
   Ao fim do dia, ele estava exausto. Fez tudo o que sempre tivera vontade e, graças ao trevo, ele teve o dia mais incrível de sua vida.
   Então, o idoso colocou a mão no bolso de sua calça, para pegar o trevo e agradecer pessoalmente sua sorte, e percebeu que o bolso estava furado. Não havia nada lá dentro.
   O trevo não esteve com ele momento nenhum, durante o dia todo, mas ele estava tão confiante e seguro de si que sequer percebeu isso.


6 (Ins)Pirações:

Iana Paulinha

Flor que massa, achei tudo de bom seu blog?! mt fofo mesmo parabéns.
amei a história.



BEIJÃO AMORE! ianapaulinhaaaa.blogspot.com.br

HONORATO, Sandro

Olá :)
Vejo que esta mais presente no blog kkkkkkkkkk
Mais uma vez amei o post *-*
E você diz que não pensa em ser escritora rsrs

Beijos

www.rimasdopreto.com

Fernanda Carolina B.

ta ae lição de moral para o mundo assim dizendo haha
não precisamos de sorte para sermos felizes só precisamos ser corajosos para enfrentar nossos medo se então alcançar a tão desejada felicidade!
beijo
http://prasempreviva.blogspot.com.br/

Caroline

Ai sua linda, meu Deus, me ensina a escrever assim?rsrs. Você passou uma mensagem e tanto nesse texto, algo sobre acreditar em si mesmo e no seu potencial. Gostei bastante e adorei a passadinha rápida que você deu no tema humildade, sobre como as coisas simples (como um carrinho usado) pode trazer proporcionar mais alegrai que vários carros novos.
Realmente adorei!
Beijos.
Se puder, dá uma passadinha lá no blog.
http://serietrinita.blogspot.com.br

infinita eu

Achei tão legal esse texto. A felicidade é realmente um sentimento maravilhoso. a sensação de fazer o que se tem vontade, aproveitar cada momento como se quer...isso deve ser ótimo.

http://infinitaeu.blogspot.com.br/

Nitt2009

Mt legaal o conto! Nos mostra q o mais importante é ter confiança ^^ Ameii seu blog, estou seguindo aqui tbm! Bjs, Stardolleiras

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...